Nosso Blog

Como será que fica o e-commerce depois que tudo voltar a funcionar normalmente

Desde o início da pandemia, o mundo passou por diversas mudanças, dentre elas, o crescimento do e-commerce. Mas, agora que a vacina está chegando e existe uma luz no fim do túnel, como será que fica o e-commerce depois que tudo voltar a funcionar normalmente? Será que vai continuar igual, ou tudo voltará como antes?

Neste post, então, vamos analisar melhor a performance do comércio online, projeções de crescimento e tendências para 2021! 

A pandemia acelerou o e-commerce

Antes de mais nada, é preciso entender que o e-commerce não surgiu do nada e nem por conta da pandemia. Ele já era um dos setores mais fortes da economia brasileira, movimentando bilhões por ano.

No entanto, a necessidade de distanciamento social fez com que os consumidores buscassem a experiência de compra online. Cerca de 56% dos consumidores, inclusive, compraram online pela primeira vez em 2020, segundo uma pesquisa da Criteo.

Desse modo, o novo hábito de compra dos clientes também exigiu das empresas do varejo uma estratégia de vendas diferente, com amplo suporte dos e-commerces.   

Assim, os sistemas integrados com as plataformas digitais se tornaram mais importantes do que nunca para enfrentar essas dificuldades. 

O surgimento de uma experiência omnichannel

O que tem acontecido ultimamente é que o consumidor tem voltado a visitar as lojas, mas ainda não abandonou o e-commerce. A mesma pesquisa feita pela Criteo também apontou que 94% dos consumidores pretendem continuar comprando online mesmo após a pandemia. 

O omnichannel é o conceito que ajuda a fazer essa integração, como já dizemos no nosso último artigo, veja aqui: (link)

O grande desafio em se manter tanto online como fisicamente é o modo de controlar a logística e o estoque. Afinal, falhas não são bem-vindas e você deve ter um sistema integrado, de modo que erros não ocorram. 

Por exemplo: após a venda de uma última unidade de um produto na loja, o sistema de e-commerce deve registrar o produto esgotado em estoque.  

As mudanças nos hábitos de consumo

A otimização desse sistema leva a mudanças que vão além do e-commerce. Por exemplo, se você considera um sistema para sua loja, o público tem exigido cada vez mais atenção e um atendimento excelente. 

Enviar mensagens de promoções ou feliz aniversário pelo WhatsApp está cada vez mais comum. É claro que, para não perder o controle, nem esquecer ninguém, o sistema deve te ajudar a lembrar de tudo. 

Além da questão do atendimento, é preciso que esses canais sejam otimizados para trazer a experiência mais simples possível para os clientes. 

Não é somente muitas pessoas que usam o e-commerce pela primeira vez, mas todos os concorrentes estão brigando para trazer as melhores experiências possíveis, de modo a atrair e reter mais público.

E para você, como será que fica o e-commerce depois que tudo voltar ao normal?

Acesse nosso Instagram para informações diárias: https://www.instagram.com/wbagestao/

Veja mais artigos como esse:

Esta gostando do conteúdo? Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp