É momento o de transformação do mercado, abrindo novas oportunidades de negócio no digital. Uma delas é o marketplace, que reúne diversos fornecedores em uma única plataforma, possibilitando a conexão direta com os clientes.

Este modelo de intermediação de vendas está em pleno desenvolvimento no país, segundo aponta a Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm). A expectativa da entidade é que as vendas online gerem um faturamento de R$ 106 bilhões em 2020.

Descubra qual é a importância de ter uma loja em marketplace e como fazer o controle desse processo, obtendo maiores ganhos e resultados.

Loja em marketplace está em alta

De acordo com ABComm, o crescimento dos marketplaces, a adesão de microempresas e a expansão das compras por smartphones são alguns motivos que fazem o comércio digital chegar a patamares nunca alcançados no Brasil.

Conforme a entidade, o tíquete médio no e-commerce está na faixa de R$ 310, devendo movimentar 342 milhões e 68 milhões de consumidores. Até o final deste ano, a entidade projeta 135 mil lojas virtuais ativas no país.

A alta nas vendas deve chegar a 18% até dezembro, em relação a 2019. A principio a associação acredita que 37% destas transações ocorrerão pelo celular e que os marketplaces serão responsáveis por 38% das comercializações.

Shopping virtual é muito vantajoso

O Serviço Brasileiro das Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) aponta diversas vantagens para todos os envolvidos no marketplace:

1. Lojistas: podem ter mais visibilidade do que em uma loja virtual individual, economizando em publicidade e Marketing. Métricas do sistema ajudam a apontar melhores práticas, tendências e soluções em dificuldades no negócio;

2. Operadores: têm novas receitas pelo comissionamento das vendas. A maior variedade de itens potencializa as transações. Gera-se um ticket médio mais alto, ampliando a fidelização dos clientes;

3. Consumidores: encontram diferentes produtos num único local, com maior custo/benefício, fazendo compras diversificadas em uma mesma transação.

Como um marketplace funciona?

Esta espécie de shopping virtual funciona como um portal de vendas online colaborativo, com um nível de acesso para lojistas e outro para clientes.

Empreendedores ofertam seu mix dentro das regras do marketplace. Já os consumidores, visualizam um portal com vários produtos de negócios diferentes.

Pode-se abrigar um único segmento ou agrupá-los, semelhante a uma loja de departamentos. O procedimento de compra é igual ao de um e-commerce tradicional, concentrando as transações numa única cobrança.

Integração entre canais de venda e sistemas

Um HUB de marketplace facilita a integração entre diversos canais de venda e sistemas de gestão. Por meio dele, é possível unificar diferentes atividades, como:

– Cadastramento de produtos;
– Controle de estoque;
– Gestão de pedidos.

Há suporte em todo o processo, incluindo opções para facilitar o frete, com o cadastro de uma tabela integrada aos Correios, por exemplo, no próprio sistema. Pode-se fazer também o mesmo procedimento em outros canais de marketplace, gerenciando tudo junto, em um único login.

Por fim, é possível, ainda, gerar relatórios, a partir de diversos filtros, verificando as vendas, o perfil dos clientes e suas necessidades, para a tomada de decisão, busca de soluções e novas estratégias.

Gestão mais organizada

O HUB possibilita rotinas mais automatizadas, gerando economia de tempo com uma gestão mais enxuta e estratégica.

Precisa de ajuda para organizar os seus negócios? Conheça as nossas soluções em desenvolvimento de sistemas e gestão no nosso site e entre com um consultor pelo WhatsApp <a href=”https://web.whatsapp.com/send?phone=551199708-6769

Veja mais post como este aqui:

Fale com
nossos consultores.

Categorias: Marketplace